O que é o Novembro Azul? Conheça a campanha e tire dúvidas sobre o Câncer de Próstata

                       

A campanha alerta os homens sobre o diagnóstico precoce e prevenção ao Câncer de Próstata, mas também destaca a saúde geral

O Novembro Azul, assim como o Outubro Rosa, é uma das campanhas de saúde mais influentes a nível mundial que traz como destaque a saúde masculina com ênfase em uma doença silenciosa: o Câncer de Próstata. A iniciativa surgiu em 2003 por ideia de dois amigos na Austrália e chegou ao Brasil em 2008 por meio do Instituto Lado a Lado Pela Vida. Hoje a campanha abarca boa parte do planeta, alertando homens de diversas nacionalidades acerca da importância da prevenção e de um diagnóstico precoce da patologia. Em suma, o Câncer de Próstata diz respeito ao crescimento desordenado de células na próstata, uma glândula exclusiva aos homens que tem como função produzir o líquido seminal. Inicialmente, desenvolve-se sem qualquer sintoma, o que representa um grande risco, pois, em estágios mais avançados, as chances de cura diminuem. Entre os homens brasileiros, esta é a doença de ocorrência mais frequente, perdendo somente para o Câncer de Pele.

Uma das explicações para tal incidência ainda é o afastamento dos homens de cuidados médicos anuais e a não realização dos exames preventivos requisitados especialmente na faixa etária de risco, que começa aos 50 anos de idade, por inúmeras razões.

Para se ter uma ideia, mais da metade dos brasileiros atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) nunca visitou um urologista – ou seja, tais pacientes podem só perceber a presença de um Câncer a medida em que os sintomas forem surgindo, o que só acontece quando a doença já está avançada e acarreta maiores riscos à saúde. É para evitar isso que diversas entidades, neste mês de Novembro, levantam a bandeira da atenção especial à saúde masculina e reforçam as informações acerca da doença, suas formas de prevenção, diagnóstico precoce e outros dados pertinentes que auxiliem na diminuição das estatísticas. Pensando nisso e demonstrando todo o nosso apoio à iniciativa, compartilhamos, hoje, algumas dúvidas sobre o tema e suas respectivas respostas para que ELES se mantenham informados e atentos e ELAS também possam auxiliar com informações valiosas e um estímulo bem bacana e em longo prazo ao autocuidado.

Quando começar a fazer exames preventivos?

É a partir dos 50 anos que os homens devem procurar seus urologistas anualmente para exames de rotina. Entretanto, pacientes que tenham histórico de Câncer na família ou apresentem outros fatores de risco devem iniciar tal avaliação aos 45 anos.

Quais são os fatores de risco associados à doença?

Os pontos que aumentam as chances de um homem desenvolver o Câncer de Próstata perpassam por pontos como alterações genéticas, obesidade, tabagismo e consumo excessivo e constante de álcool, exposição ocupacional (contato constante com substâncias tóxicas, por exemplo), histórico familiar ou de doenças sexualmente transmissíveis, alimentação desequilibrada e falta de exercícios físicos, raça (o Câncer de Próstata acomete mais homens de origem africana e caribenha, porém ainda não se sabe a razão) e a idade (o risco aumenta rapidamente a partir dos 50 anos de idade).

Quais são os principais sintomas do Câncer de Próstata?

Em fases iniciais, o Câncer de Próstata é silencioso e têm um crescimento bastante lento. Porém, se avançado, pode apresentar sintomas como diminuição do jato urinário, sensação de esvaziamento incompleto da bexiga, incontinência, urgência miccional constante, gotejamento após a micção e outros. Tais sinais aparecem após o tumor comprimir a uretra ou irritar a bexiga. Posteriormente, os sintomas podem acometer os órgãos vizinhos, indicando um aumento na área afetada pela doença – um detalhe bastante preocupante que denota casos mais graves da patologia.

É possível prevenir a doença?

Hábitos saudáveis em geral ajudam a diminuir o risco de desenvolvimento do Câncer de Próstata e de inúmeras outras doenças. Nessa lista entram uma dieta rica em frutas, legumes e verduras e pobre em gorduras, exercícios físicos diários com pelo menos meia hora de duração, a manutenção do peso adequado à altura, a redução do consumo de álcool e o abandono do tabagismo e o devido controle de outras patologias como a hipertensão.

Existem outros exames preventivos além do toque retal?

Sim, no entanto, este ainda é o que mais auxilia no diagnóstico precoce da doença. Existe todo um tabu envolvo no procedimento, porém, trata-se de uma análise rápida e indolor. Caso o especialista detecte qualquer alteração neste momento, outros exames secundários entram em cena como o exame de sangue PSA (antígeno prostático específico), biópsias e ultrassons transretais. Esse monitoramento ajuda o médico a identificar qual o melhor protocolo de tratamento a seguir e quais serão os próximos passos após o diagnóstico seguro.

O Câncer de Próstata ainda atinge muitos homens?

Sim. Infelizmente a doença ainda é muito comum. Este ano, o Instituto Nacional do Câncer estimou que quase 66 mil novos casos sejam identificados no Brasil, um dado que pode se agravar inclusive em razão da pandemia que estamos vivendo, pois, neste momento, 55% dos homens entrevistados pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU) deixaram de visitar seus médicos e realizar seus exames habituais. Um dado que sem dúvida acende o alerta de todos!

Como posso fortalecer a campanha?

Com atitudes simples como compartilhar informações pertinentes (inclusive desmistificando muitas delas), adotar o laço azul e a própria cor nas vestimentas ao longo do mês e até simplesmente conversar com os homens de seu convívio sobre a importância do autocuidado e da valorização da saúde por meio de ações comuns como visitar o médico e fazer exames anualmente.

O Câncer de Próstata tem tratamento e cura desde que os homens se dediquem à prevenção e façam suas visitas aos médicos regularmente. Trata-se de uma doença ainda em ascensão que, com campanhas como o Novembro Azul, possui grandes chances de redução ano após ano. Por isso é importante que nos engajemos fazendo o que pudermos! Converse com amigos e familiares, divulgue informações bacanas e espalhe a cor azul por onde passar. Você estará fazendo muito por essa iniciativa especial! O que achou do tema de hoje? Qual esclarecimento foi o mais surpreendente para você? Conte para nós! Aqui na Giovanna Baby nós queremos seguir participando da sua rotina contribuindo como pudermos nos quesitos saúde, bem-estar, qualidade de vida e beleza. Estamos aqui para o que você precisar! Aproveite o conteúdo que preparamos e, se precisar falar conosco, lembre-se de que seguimos à sua disposição em diversos canais de atendimento. Escolha o que melhor funcionar para você aqui.

Opnião publica

Comentários

Deixe aqui sua opnião sobre o assunto

Deixe um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *